Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DISSIMULADO

DISSIMULADO

Jorge Linhaça

06/08/2005



Ando assim dissimulado

Não sou anjo nem demônio

Nessa ânsia de ser amado

Com ou sem matrimônio



Vejo as curvas de teu corpo

E desejo tocar-te inteira

De desejo eu fico louco

Pela nossa brincadeira



Tua boca macia me convida

Tua voz me acalenta o sonho

E nessa cópula consentida

A razão de lado eu ponho



Entrego-me a nossa orgia

Sem medos nem rodeios

E qualquer hora do dia

Realizamos nossos anseios



Depois com os corpos exauridos

Dessa volúpia sem hora marcada

Descansamos dos gozos sentidos

Abraçados juntinhos de madrugada



 
Jorge Linhaça
Enviado por Jorge Linhaça em 26/08/2007
Reeditado em 15/02/2012
Código do texto: T624933
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Linhaça
Salvador - Bahia - Brasil, 56 anos
3724 textos (727129 leituras)
95 áudios (13152 audições)
1 e-livros (278 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 20:49)
Jorge Linhaça