Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEPÚLCROS CAIADOS


Essa expressão dita por Jesus, é de grande sapiência. E foi manifesta devido ao procedimento dos homens religiosos da sua época. Eles pintavam e ornavam os sepulcros para lhes dar boa aparência, mas o interior estava cheio de ossos de mortos e de fedor. E Jesus disse que aqueles homens se assemelhavam a sepulcros. Pois tinham excessivo cuidado com as suas aparências, mas os seus interiores estavam cheios de coisas más.

Hoje não é diferente. Os homens, especialmente as mulheres, têm excessivo cuidado com unhas, cabelos, sobrancelhas, beiços; vestuários, calçados; pisos de casas, fachadas; arrumação e aparência delas, chegando a preferi-las às coisas de mais importância, como saúde, alimento, paz, etc.

Elas se banham todos os dias; buscam manter uma aparência bem cuidada, para dar a impressão de serem higiênicas, mas essa atitude esconde fraquezas, vicissitudes, intolerância, frustrações, etc. E o pior é que reprovam a outros que não se igualam a elas. Chegam a se orgulhar de serem como são e reprovam os que não são assim. Parece ser uma forma de compensar aquilo que escondem e que suja suas vidas.

Quem vê uma delas bem cuidada, a julgar pela sua aparência, pode considerá-la altruísta, organizada e equilibrada. Mas na prática não é. Essas pessoas, quase sempre, são mesquinhas, egoístas, impacientes, intransigentes, mal-humoradas, cobiçosas, relaxadas com as coisas que deveriam dar redobrada atenção: a busca do reino de Deus e a sua justiça.

Quando recebem uma visita que não esperavam, dizem para ela não reparar na falta de arrumação do lar. E quando esperam receber alguém, se esforçam para arrumar as suas casas para bem impressionar.

Essas pessoas são tensas, preocupadas, mas não com o mais importante e sim com o menos importante. Elas são exigentes, e não permitem nem que suas crianças tenham mais liberdade de brincar em suas casas a fim de não deixarem brinquedos pelo chão. Também se impacientam quando vêem as crianças comendo e se sujando. Obrigam as crianças a tomarem banho diariamente, mesmo quando elas não se sentem dispostas a isso, e que mantenham suas aparências bem limpas, com os pés calçados, etc. Mas os seus próprios pés estão descalços da botas do evangelho da paz. Se assemelham a Marta quando Jesus chegou em sua casa: ansiosa com coisas temporais, e que não são as mais importantes. Chegam a censurar aqueles que não fazem assim: que não se banham todos os dias. Atribuem a eles imundícia. Não vêem que pior é o estado dos seus corações.

Não foi por caso que disse Jesus: Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Porque limpais o exterior do corpo e do prato, mas por dentro estão cheio de rapina e de intemperança. Fariseu cego! Limpa primeiro o interior do corpo, para que também o exterior se torne limpo. Mt. 23:25 e 26.

Entre os religiosos encontramos aqueles dos quais disse Jesus: Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Porque edificais os sepulcros dos profetas mortos, mas rejeitam os profetas vivos, porque a palavra destes lhes parece dura e as profecias destes não lhes dizem o que lhes agradam. Esses não servem os profetas quando em vida, mas se enganam quando querem e enfeitam os seus caixões ou as suas sepulturas. Deveriam fazer o que foi ordenado quando fossem consultar o profeta: que não fossem de mãos vazias. Mas os profetas não foram honrados nesse mister quando em vida. E agora, mortos, recebem o que de nada lhes aproveita: os cuidados com os seus túmulos.

A ansiedade dessas pessoas lhes causa tropeços, pois não podem esperar findar o sábado para lavarem seus utensílios, já que não suportam vê-los sujos e nem suas pias cheias deles.

Portanto, disse Jesus: eis que eu vos envio profetas, sábios e escribas; e a uns deles matareis e crucificareis; e a outros açoitareis nas vossas sinagogas e os perseguireis de cidade em cidade. Mt. 23:35.
oliprest
Enviado por oliprest em 27/08/2007
Código do texto: T626349
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oli de Siqueira Prestes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
oliprest
Manaus - Amazonas - Brasil, 67 anos
1915 textos (176275 leituras)
245 áudios (2458 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 00:30)
oliprest

Site do Escritor