Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EL REI

EL REI
El Rei D. Manuel pôs-me degredado
Olho a proa, dou as costas a Portugal
A frota desliza serena, impávida.
De terra já não há resquício

Só espuma branca e o inda raso calado
Céus e mares, léguas infindas
Tiraram-me a terra mãe, meu chão
Condenado, expurgado feito um cão

D. Manuel pôs-se Deus naquele instante
A pena cruzou o branco papiro, a sentença
Fez-se cumprir a real decisão, o desterro
Banimento , fim da lusa identidade.

A nau vaga com se perdida estivesse
Sol inclemente enegrece dos grumetes a tez
Embala-nos, como a nos querer dormindo
Livrando-nos das desgraças do porvir incerto

É Páscoa, aos vinte um dias de abril
Há rumores, conversas esquivas
Homens suados, barbas, suores e odores
Há rancores, rubores de raiva e escorbuto

Gaivotas já pairam mansas, leves, brancas
Contornam as naus vindas do nascente
Seu piado dolente parece vaticínio de dor
O odor marinho, seu moto, seu ninho

Percebo a força, a atração das folhagens
O continente se acerca, me vejo posto em terra
O odor das palmas e das mangueiras
Me ponho receoso pelas histórias ouvidas

Haverá monstros e feras inomináveis
Estariam certas as medievais escrituras
O que será de mim pobre cristão?
O que será dos gentios?
GIBAWRITER
Enviado por GIBAWRITER em 27/08/2007
Reeditado em 10/06/2008
Código do texto: T626446
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Gilberto Ribeiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GIBAWRITER
Osasco - São Paulo - Brasil
310 textos (4906 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 11:28)
GIBAWRITER