Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ADEUS, PARA SEMPRE ADEUS

Se algum amigo me visse agora
Diria que envelheci rápido demais.
Não sou o homem que a vida adora,
Não sou o jovem de um ano atrás.

Minha auto estima está morrendo
Juntamente com o meu prazer.
O meu íntimo está querendo,
Querendo fugir pra viver.

Adeus, para sempre adeus
Estou partindo para lugares distantes,
Levando lembranças dos carinhos teus,
Recordações de momentos aconchegantes.

O nosso amor era céu e inferno
Que por dentro me matava aos poucos.
De dia loucura, violência, ciúme eterno...
De noite lucidez, emoções, desejos loucos...

Adeus, para sempre adeus
Não guardo ódio nem rancores.
Só quero viver livre dos ciúmes teus,
Escapar dos teus braços tentadores.

Adeus, para sempre adeus
Vou nas asas de um beija-flor
Na esperança que o bom Deus
Me conceda um novo amor.
Carlos Melgaço
Enviado por Carlos Melgaço em 28/08/2007
Código do texto: T627565

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Melgaço
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 59 anos
1127 textos (33078 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 21:39)
Carlos Melgaço