Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUE TE MOVE?


Todos os seres vivos estão na dependência de forças que os regem, umas positivas e altruístas, outras negativas e perniciosas. Vamos falar um pouco sobre essas forças e ou sentimentos, a ver se trazemos mais conhecimentos que possam nos fazer deixar as forças negativas e nos apossar das positivas a fim de crescermos na graça e conhecimento de Nosso Senhor e salvador Jesus Cristo.

Certa vez, conversando com uma pessoa que é pesquisadora científica, e falando sobre as razões da sexualidade na adolescência, disse-me ele que ela decorre da ação hormonal incontrolável desencadeada no organismo dos jovens, o que o move a buscar satisfazer o que alguns consideram uma necessidade vital para eles. Se é vital, então, na ausência dessa satisfação sua vida seria mesmo extinta. Seria assim?

Mas e aqueles que têm parceiros sexuais, por que não são fiéis a eles, mesmo não havendo razões lógicas para isso? Por que traem os seus parceiros?

A ciência através dos cientistas e ou pessoas que se tem dedicado a pesquisa e investigação, tem formulado teorias para defender suas postulações e ou teoremas sobre as razões do desvio de conduta considerada padrão por alguns. Esses além de se deixarem mover por sentimentos inferiores, desejos irrefreáveis e influência maligna, também acabam por mover a outros nesse sentido, aqueles que encontrando explicação para as suas perversões, não se dominam e dão ainda mais estímulos aos seus desejos malignos.

Nenhuma máquina ou motor funciona sem algum tipo de combustível ou impulso inicial, no caso de mecanismos de autopropulsão. E o combustível pode ser natural ou artificial, orgânico ou químico, simples ou complexo.

Assim, o homem também precisa de algo para movê-lo. E como estamos falando de coisas espirituais, precisamos saber o que pode movê-lo nesse aspecto.

Quando alguém se torna dependente ou acostumado com algo que o estimula, se isso lhe falta ele se ressente e fica sem animo, sem iniciativa, e até apático, produz pouco, etc. É o que acontece com quem é acostumado a beber café rotineiramente. Se este lhe faltar, o dependente não tem estímulos e se sente como quem esta triste, além de sentir mal estar, ansiedade, dores, principalmente de cabeça. Assim ele é movido a café.
Os que são dados a beberem bebida forte, se esta lhes falta sentem tremores, frios, mal-humor, etc... Se sentem refeitos quando ingerem aquilo que lhes movem. São os movidos a álcool.

Mesmo bebidas tidas como refrigerantes podem causar dependência. Assim, guaraná e cola, como pepsi e coca, podem subjugar seus apreciadores, os movidos à cafeína.

E essas coisas estimulam a carne não o espírito. Elas jamais inclinam a oração, a leitura das sagradas escrituras, ou mesmo à dedicação de obras de evangelização, visitação, etc. Pelo contrario, quem disso abusa se torna ansioso, impaciente, ranheta, mal-humorado, chato, etc.

Hoje a maioria dos alimentos contém algum tipo de droga. E é preciso saber quais e como elas são incorporadas aos alimentos a fim de evitarmos o seu consumo involuntário. Pois o seu consumo rotineiramente leva a condicionamento físico que causa dependência e enfermidades.

Muito dos alimentos enlatados contém conservante ácido cítrico. Este causa dor de cabeça. Alguns são conservados em vinagre. Este também causa dor de cabeça, dor de coluna e angústia, alem de causar gastrite. As bebidas tidas como refrigerantes dão sede e são adoçados com um tipo de açúcar produzido em laboratório, e nomeados de ciclamato de sódio, sacarina sódica, benzoato de sódio, aspartame, etc. Eles causam alteração glandular, fazendo engordar, alem de também causar gastrite.

É preferível enlatados conservados em salmoura. Ou os que são conservados em água, sal e açúcar. Alguns óleos comestíveis também contêm ácido cítrico. Convém evitá-los. É preferível os que não contêm conservantes.

O fato de alguém não ter percebido algum mal-estar ainda, não significa que o uso dessas coisas não lhe cause algum tipo de mal. Alguns são cancerígenos. E em muitos casos não se sabe o que causou o câncer. Pode se atribuir a causas diversas, que nunca se saberá. Havia um conservante que até bem pouco tempo foi largamente utilizado em alimentos, e que foi banido do mercado devido a constatação de que era cancerígeno, embora anteriormente não se pensasse assim.

Aqueles que consomem voluntariamente algum tipo de droga, e o fazem dizendo que não lhes fazem mal, por não sentir os seus efeitos, são guiados por sentimentos. Mas isso é mal. É sabido que os raios solares são altamente perigosos a partir da terceira hora do dia e que seus efeitos são cumulativos. Mas muitos abusam dele por não sentirem logo os seus efeitos. Isso também acontece com quem não sabe os perigos dos raios ultravioletas produzidos pela solda elétrica. Mas para quem já experimentou sabe as conseqüências e dores que sobrevêm depois de um certo tempo de exposição a eles. Os raios produzidos pelo aparelho de raios-X, também são perniciosos, mas isso não é logo sentido. Então não se guie por sentimentos ou sensações.

O uso continuado de café leva a derrame cerebral, que em linguagem médica é chamado de acidente vascular. O uso repetido de condimentos, leva aos mais variados tipos de enfermidades do aparelho digestivo. Desde gastrite até problemas de vesícula.

Há quem viva desejando coisas as mais diversas, como parceiro, cônjuge, bens móveis e imóveis, profissões, cargos, salários, etc. E esses desejos os movem para agirem com o fim de obterem o fruto dos seus desejos. Assim como a fome incita o faminto e o move em busca de alimento, assim o que deseja pode ser movido para buscar alcançar o fruto do seu desejo. Mesmo que ele não seja lícito.

Outras formas de sentimentos podem guiar a alguns. O desejo agrada o coração, assim como a paixão, mas, o primeiro, se não for lícito e for consumado, mata a alma que lhe der guarida. E a paixão faz sofrer ao mesmo tempo que produz sensação de satisfação. Quem lhes der guarida também se guiará por sentimento. É o que o move.

Como já discorremos em outro trabalho codificado por nos, hoje sonho é tomado como sinônimo de desejo e cobiça. Assim, muitos vivem sonhando com a obtenção de coisas as mais extravagantes. Outros, devido aos sonhos que sonham, vivem jogando pretendendo acertar nos jogos, fazendo assim o jogo do bicho. Ou vivem perguntando a outros o que sonharam para furtar o que dizem ser a sorte dos outros. São os movidos a sonhos.

Existem os que são movidos a ondas de modas, seja musical, seja de calçado ou de vestuário. Querem estar sempre na onda, e estão sendo tragados pelo repuxo das mesmas, e são afogados e consumidos.

Há os que vivem guiados por doutrinas de ventos. E o apostolo Paulo encontrou numa de suas viagens missionárias, um povo que só vivia ocupado em saber as últimas notícias. E hoje há quem também viva assim. São os guiados por vento.

Outrossim, há os que se estribam em carros e em cavalos por serem muitos. Se firmam nisso, como se tanto ele como essas coisas fossem eternas. E ambicionam ser e ter. São os movidos por ambição.

Mas há os que são como o vento que não sabe de onde vem nem para onde vai. Porque são movidos pelo Espírito de Deus.
oliprest
Enviado por oliprest em 28/08/2007
Código do texto: T627592
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oli de Siqueira Prestes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
oliprest
Manaus - Amazonas - Brasil, 67 anos
1912 textos (176161 leituras)
245 áudios (2457 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 23:22)
oliprest

Site do Escritor