Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POETA POETISA

Poeta poetisa, tu me encanta, me fascina,
Com belas palavras que me alucina,
Palavras doces ou palavras tristes,
Mas que me atinge quando estou alegre ou triste.
Ó poeta de tais palavras que me alegra,
Que me deixa inspirado,
Com belos poemas que eu mesmo faço,
Tais poemas lindos, mais tão lindos,
Que quando ler fica emocionado,
Mas que fica triste quando escrevo ao contrário,
Palavras doloridas, palavras sofridas,
De tal maneira que o meu coração sente.
Ó poeta de tais canções,
Por que tu escreves palavras tão meigas e tão puras,
Mas quando olham ficam escuras todas nuas?
Será porque elas não me escutam?
Elas estão mudas?
Ou será porque elas não podem me ver?
Elas não podem se mover?
Ó poeta, ó pudor, tu escreves com tanto amor,
E é por causa disso que as palavras amadas
Amas o seu humilde censo nobre valor e assim
Tu vives nesse mundo de aventuras e de frescor.
sergio carvalho
Enviado por sergio carvalho em 28/08/2007
Código do texto: T628344

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
sergio carvalho
Salvador - Bahia - Brasil, 31 anos
133 textos (6795 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 14:46)
sergio carvalho