Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DECLAMANDO INCÓGNITAS
Juliana Valis




Caminho entre as estrelas do tempo,

Meu sentimento, no afã de vê-las, declama

Incógnitas, voando sós, ao vento,

No labirinto pleno desta alma humana

Que, sem calma, olha-nos ao relento,

Ainda que veja a realidade insana...




Ah, tempestade lírica de versos sós,

Ardor que invade cada trecho em nós,

Sem que nada peça além do coração,

Na iníqua estrada do que as dores são,

No amor que brada, assim, tão sem calma,

Que enaltece a alma em outra dimensão !




----



quadro:


Vincent van Gogh
Juliana Silva Valis
Enviado por Juliana Silva Valis em 29/08/2007
Código do texto: T628458

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Juliana Silva Valis
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 33 anos
3973 textos (883842 leituras)
4 e-livros (1863 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 02:53)
Juliana Silva Valis