Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
SOLITÁRIA

Na vida tornei-me uma solitária
a pensar, com medo do futuro
não vejo a luz, está tudo escuro
vem a noite, de dor me amarguro
preciso encontrar uma luminária

imersa na solidão, entro em devaneio
preciso me dopar, então adormeço
acordo cansada, fragilizada amanheço
dia passa lento, sem nenhum apreço
daquele amor prometido que não veio
Sueli do Espirito Santo
Enviado por Sueli do Espirito Santo em 24/10/2005
Reeditado em 12/01/2013
Código do texto: T62964
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sueli do Espirito Santo
Santo André - São Paulo - Brasil, 65 anos
1456 textos (234526 leituras)
1 e-livros (109 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:50)
Sueli do Espirito Santo