Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Caminhada

Caminhada

E eu caminho sozinho e deixo o redemoinho me levar
Eu, tempestade, de idade a desconsiderar.
Tão grande e tão miúdo
De vida e de mundo
Que nem vale a pena entender
O que a alma sente e insiste em não ver.
Tão alegre e tristonho
Inteiro de sonhos
Que nem vale a pena contar
O que a vida não quis me dar.

E quem é esse no espelho que me dá medo e pena...
Que o mundo imundo envenena...
De dor
Despido de vontade, alega insanidade.
Sem o amor
Sem o perdão
Por que a minha intenção
Era viver e ser feliz
E foi por um triz
Que tudo acabou
Ou ficou pra frente
E quem sabe de repente ainda possa voar
E amar
E esquecer a dor
E construir finalmente o palco
Pro meu grande amor
O meu Eu, Ator.
Ícaro Ianne
Enviado por Ícaro Ianne em 29/08/2007
Código do texto: T629673

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome e sobrenome do autor.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ícaro Ianne
Castanhal - Pará - Brasil, 29 anos
8 textos (679 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 20:18)
Ícaro Ianne