Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Lua, a Inspiração e a Morte

-
Todo ciclo tem começo meio e fim, toda peça tem atores.
No ciclo poético da minha vida, identifiquei que em um dado momento existe lua, depois vem inspiração que sempre da lugar a morte!

Com vocês, uma briga entre três personagens, o meu ciclo poético: A Lua, a Inspiração e a Morte
-

O desejo de por mais outra dita 'ultima' vez te contar musicas
cantar as estrelas e me declarar aos teus raios e brilhos

Me invadem, iluminam a escuridão de uma noite eterna
um eterno segundo que desata os nós, comemorávamos nós:
-VIVA! parece que a cada verso a lua está mais perto dos nossos observatórios

O nó de versos e rimas que entope minha garganta
só engulo com o desatar de nós dois, nossos olhos

E os poemas inexpressos desenrrolam duma vez, como se agora
com uma arma em minha boca, a inspiração me ameaça:
-Viva, se não eu juro que estouro esses teus miolos

O sufocante poluente que me cerca, me seca
se esgueira pelos esperançosos cantos dos meus olhos

Corre, escorre, morre em meu peito como chama
que se encerra, como brasa que se apaga, é a morte que sussurra:
-Viva, pra que depois eu consuma esse brilho em seus olhos
Mauricio Leite
Enviado por Mauricio Leite em 30/08/2007
Código do texto: T630649
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor Maurício Leite) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.

Áudio
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mauricio Leite
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 29 anos
58 textos (2742 leituras)
1 áudios (68 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 03:17)
Mauricio Leite