Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A TESTEMUNHA FIEL


Disse O Senhor: Vós sois as minhas testemunhas, diz o Senhor, e meu servo, a quem escolhi; para que o saibais, e me creiais, e entendais que eu sou o mesmo, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá. Eu, eu sou o Senhor, e fora de mim não há Salvador. Eu anunciei, e eu salvei, e eu o fiz ouvir, e deus estranho não houve entre vós, pois vós sois as minhas testemunhas, diz o Senhor; eu sou Deus. Is. 43:10 e 12. Não vos assombreis, nem temais; porventura desde então não vo-lo fiz ouvir, e não vo-lo anunciei? Porque vós sois as minhas testemunhas. Porventura há outro Deus fora de mim? Não, não há outra Rocha que eu conheça. Is. 44:8.

Que faz uma testemunha?

A testemunha declara, anuncia, afirma, confirma, denuncia. E a testemunha fiel não mente, como alguns que se dizem testemunhas de Deus (de Jeová) têm feito.

Quando Jesus estava para ser assunto aos céus, determinou aos seus discípulos: Ide por todo mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. Mc. 16:15 e 16. Em outra ocasião Ele disse: E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim. Mt. 24:14.

Já temos falado sobre o evangelho, e dissemos, de forma inequívoca, que ele não significa os livros do que os homens convencionaram chamar de "Novo Testamento". Também já discorremos sobre a palavra de Deus, e dissemos que a Bíblia não é a palavra de Deus, como muitos pensam e dizem, mas que ela contém a palavra de Deus. Como já isso fizemos, pedimos ao leitor que examine o estudo intitulado "A Lei Perfeita", e particularmente, os questionários "A Palavra de Deus" e "O Evangelho". E agora vamos falar sobre a testemunha fiel.

Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; vós, que em outro tempo não éreis povo, mas agora sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas agora alcançastes misericórdia. I Pe. 2:9 e 10.

Ora, como vemos na passagem do livro de Isaías, mencionada ao início, o Senhor diz: vós sois as minhas testemunhas. Eu sou o Senhor, e fora de mim não há Salvador.

Já temos discorrido sobre a deidade de Jesus no trabalho que codificamos com o título "A Deidade de Jesus" e "A Deidade de Jesus pela versão Mundo Novo", e este último consubstanciado na versão "Mundo Novo" das Escrituras, editada pela torre de vigia, dos que se dizem testemunhas de Jeová.

Entretanto vamos comparar a parte sublinhada da passagem citada, com outras porções bíblicas de outros livros e epístolas, onde diz:

Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. Lc. 2:11.

Nessa porção, além de chamar a Cristo de Salvador, chama-O também de Senhor. E as passagens que vamos transcrever afirmam isso, sem deixar nenhuma dúvida, veja:

O Deus de nossos pais ressuscitou a Jesus, ao qual vós matastes, suspendendo-o no madeiro. Deus com a sua destra o elevou a Príncipe e Salvador, para dar a Israel o arrependimento e a remissão dos pecados. At. 5:30 e 31.

Da descendência deste, conforme a promessa, levantou Deus a Jesus para Salvador de Israel. At. 13:23.

E nós temos visto e testificado que o Pai enviou seu Filho como Salvador do mundo. I Jo. 4:14.

Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo. Ef. 5:23.

Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas. Fp. 3:20 e 21.

Como se não bastasse, nessa passagem bíblica diz não só que Jesus é o Salvador, como também diz que ele transformará o nosso corpo abatido para ser conforme o seu corpo glorioso, falando ainda que segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas.

Porque para isto trabalhamos e lutamos, pois esperamos no Deus vivo, que é o Salvador de todos os homens, principalmente dos fiéis. I Tm. 4:10.

Nessa passagem diz o apóstolo que esperamos no Deus vivo, que é o Salvador de todos os homens. Perguntamos: acaso essa passagem fala de outra pessoa que não Jesus? Certamente que não, já que Jesus além de ser Deus e Salvador, também é um com o Pai. E isso já demonstramos sobejamente nos trabalhos sobre a deidade de Jesus, e citados anteriormente.

Mas a seu tempo manifestou a sua palavra pela pregação que me foi confiada segundo o mandamento de Deus, nosso Salvador. Tt. 1:3.

Sem querer desmerecer aqueles que fizeram a tradução das Escrituras, dizemos que o texto seria fiel se estivesse assim vertido:

Mas a seu tempo manifestou a sua palavra segundo o mandamento de Deus nosso Salvador, pela pregação que me foi confiada.

E isso nós podemos provar pelas próprias Escrituras e segundo a ciência dos homens, que, segundo a hermenêutica, ensinam que as escrituras antigas se interpretam por elas mesmas.

Assim, diz uma escritura:

Da qual eu estou feito ministro segundo a dispensação de Deus, que me foi concedida para convosco, para cumprir a palavra de Deus; o mistério que esteve oculto desde todos os séculos, e em todas as gerações, e que agora foi manifesto aos seus santos. Cl. 1:25 e 26.

Outrossim, diz outras escrituras:

A tua palavra é a verdade. Sl. 119:142, ú.parte. E Isaías falou da parte do senhor:

O povo que andava em trevas, viu uma grande luz, e sobre os que habitavam na região da sombra da morte resplandeceu a luz. Is. 9:2.

Apesar de Jesus ter dito que ele era a luz do mundo, essa luz se traduz naquilo que as Escrituras já anunciavam, veja:

Porque o mandamento é lâmpada, e a lei é luz; e as repreensões da correção são o caminho da vida. Pv. 6:23. E o salmista também disse:

Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho. Sl. 119:105.

E para que os discípulos de Jesus pudessem cumprir o comissionamento recebido do mestre, precisavam do seguinte, veja:

Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra. At. 1:8.

Apesar de os discípulos já terem sido batizado nas águas; guardarem os mandamentos, que são espírito e vida, segundo disse Jesus; terem recebido o sopro de Jesus que disse: recebei o Espírito, Jesus determinou-lhes ainda:

E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder. Lc. 24:49.

Existe líderes religiosos que afirmam que quando a pessoa é batizada nas águas já é batizada no Espírito Santo. Mas vemos que isso não condiz com a integridade doutrinária contido nas Sagradas Escrituras. E outra passagem bíblica afirma isso, veja:

Disse-lhes: Recebestes vós já o Espírito Santo quando crestes? E eles disseram-lhe: Nós nem ainda ouvimos que haja Espírito Santo. Perguntou-lhes, então: Em que sois batizados então? E eles disseram: No batismo de João. Mas Paulo disse: Certamente João batizou com o batismo do arrependimento, dizendo ao povo que cresse no que após ele havia de vir, isto é, em Jesus Cristo. E os que ouviram foram batizados em nome do Senhor Jesus. E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e falavam línguas, e profetizavam. E estes eram, ao todo, uns doze homens. At. 19:2-7.

Recomendamos a leitura do trabalho que codificamos com o título "Os três batismos". Ainda não postado aqui.

Mas aqueles que se dizem testemunhas de Deus (de Jeová), negam tanto a Jesus, quando dizem que Jesus não é Deus, como ao Espírito santo, quando não aceitam esse batismo com a manifestação das línguas dos anjos (estranhas), e os dons espirituais, conforme o que consta em I Co. 12. Esses mesmos afirmam que o mandamento que devemos cumprir hoje é o novo dado por Jesus, qual seja: que nos amemos uns aos outros. E, assim, fazem vista grossa para a passagem bíblica que diz: porque o amor de Deus é este: que guardemos os seus mandamentos, e os seus mandamentos não são pesados. I Jo. 5:3. E quando o mencionam emprestam as suas próprias interpretações, buscando conformá-las com as suas concepções errôneas.

Já que as Escrituras são uma só, vamos vê que testemunhas são eles. Diz uma Escritura:

O que diz a verdade manifesta a justiça, mas a falsa testemunha diz engano. Pv. 12:17.

Ora, como diz a Escritura, a verdade e a justiça são os mandamentos de Deus. Assim a testemunha fiel é a que isso fala e anuncia. Aquele que isso nega é falsa testemunha.

Por conseguinte, "Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo, é nascido de Deus; e todo aquele que ama ao que o gerou também ama ao que dele é nascido". I Jo. 5:1. Se recebemos o testemunho dos homens, o testemunho de Deus é maior; porque o testemunho de Deus é este, que de seu Filho testificou. Quem crê no Filho de Deus, em si mesmo tem o testemunho; quem a Deus não crê mentiroso o fez, porquanto não creu no testemunho que Deus de seu Filho deu. E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho. Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida. I Jo. 5:9 -12.

Como é notório no meio evangélico, aqueles que se dizem testemunhas de Deus (Jeová), negam de forma sistemática a Jesus, dizendo que ele não é Deus. Também negam a Deus quando dizem que Cristo significa o messias, embora Cristo signifique a palavra de Deus. Compare para isso as passagens bíblicas de Dt. 30:11-14 com Rm. 10:12-17.

Recomendamos também a leitura do artigo que codificamos com o título "Justificados por Cristo".

O apóstolo João diz que se recebemos o testemunho dos homens, o testemunho de Deus é maior. E diz que o testemunho de Deus é este, que de seu Filho testificou. E que quem crê no Filho de Deus, em si mesmo tem o testemunho.

Essa passagem bíblica tem mais profundidade do que pensam alguns. Pois antes de Jesus se manifestar em carne, ele era a palavra, ou o verbo, e já era o Filho. Quando ele se manifestou em carne, ele passou a ser Jesus o Cristo, e não Jesus Cristo simplesmente. E era por ele que toda a palavra do Pai era manifesta. Também foi por Ele, pelo Filho, que tudo foi feito, conforme é narrado em Hebreus 1:1 e 2. E disso já falamos e discorremos num dos trabalhos que compõe o artigo "a Deidade de Jesus". Portanto quem nega que Jesus é a palavra de Deus, e, por conseguinte, a lei, está negando o Filho, e conseqüentemente nega também o Pai, sendo portanto o anticristo, e não tendo o testemunho de Deus, e nem a Deus. Ora se alguém não tem o testemunho de Deus, então o tal não tem a Deus.

Outrossim, outro aspecto do testemunho de Deus é o que diz em Apocalipse, veja.

E eu lancei-me a seus pés para o adorar; mas ele disse-me: Olha não faças tal; sou teu conservo, e de teus irmãos, que têm o testemunho de Jesus. Adora a Deus; porque o testemunho de Jesus é o espírito de profecia. Ap. 19:10.

Ora se não crêem no dom de profecia então não têm o Espírito de Profecia, e, por conseguinte, não têm o testemunho. E se não têm o testemunho, logo não podem dar testemunho daquilo que não conhecem, não sendo testemunhas fiéis, nem testemunhas de Deus (Jeová).

Disse João:

Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo, é nascido de Deus; e todo aquele que ama ao que o gerou também ama ao que dele é nascido. Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus, quando amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos. Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados. Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? Este é aquele que veio por água e sangue, isto é, Jesus Cristo; não só por água, mas por água e por sangue. E o Espírito é o que testifica, porque o Espírito é a verdade. Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um. E três são os que testificam na terra: o Espírito, e a água e o sangue; e estes três concordam num. Se recebemos o testemunho dos homens, o testemunho de Deus é maior; porque o testemunho de Deus é este, que de seu Filho testificou. Quem crê no Filho de Deus, em si mesmo tem o testemunho; quem a Deus não crê mentiroso o fez, porquanto não creu no testemunho que Deus de seu Filho deu. E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho. Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida. I Jo. 5:1-12.

Vamos esclarecer, ou melhor, explicar a passagem de João, para que os menos esclarecidos possam ser convencidos e fortalecidos.

Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo (a palavra de Deus, que em essência significa os mandamentos de Deus) é nascido de Deus. E todo aquele que ama ao que o gerou (todo o que ama a Deus), também ama ao que dele é nascido (ama a Jesus, pois Jesus é nascido de Deus). Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus, quando amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos. Essa passagem é clara o bastante para termos que explicar. Entretanto nós só amamos os filhos de Deus quando temos o amor de Deus, guardando os seus mandamentos. Porque diz o apóstolo em outra passagem: Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade. I Jo. 3:18. E a verdade de Deus é a sua lei ou os seus mandamentos, veja:

Tu estás perto, ó Senhor, e todos os teus mandamentos são a verdade. Sl. 119:151.

A tua lei é a verdade desde o princípio. Sl. 119:160, p.parte.

A tua justiça é uma justiça eterna, e a tua lei é a verdade. Sl. 119:142.

Ora, como já temos provado pelas Escrituras, a verdade e a justiça são os mandamentos de Deus. Recomendamos a leitura dos artigos e questionários intitulados "A Verdade de Deus" e "A Justiça de Deus". E na passagem atrás citada diz o salmista que a justiça de Deus é uma justiça eterna. Portanto os mandamentos de Deus são tal e qual foram pronunciados por Deus desde o princípio. Pois Deus deu Davi como príncipe e governador dos povos. Is. 55:3 e 4.

Essas falsas testemunhas dizem que o mandamento de Deus é somente aquele do qual Jesus disse: Um novo mandamento vos dou, que vos ameis uns aos outros. E pensam que amar é um sentimento do coração. Mas enganam-se nisso. Pois disse Jesus:

Permanecei no meu amor. Se guardardes os meus mandamentos permanecereis no meu amor, do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai e permaneço no seu amor. Jo. 15:10. E disse João: Irmãos, não vos escrevo mandamento novo, mas o mandamento antigo, que desde o princípio tivestes. Este mandamento antigo é a palavra que desde o princípio ouvistes. I Jo. 2:7. Portanto, o que desde o princípio ouvistes permaneça em vós. Se em vós permanecer o que desde o princípio ouvistes, também permanecereis no Filho e no Pai. I Jo. 2:24.

Assim essa palavra não é nova, mas é antiga, ainda que agora seja nova em nós, pois isso disse ele também. I Jo. 2:8.

Ainda que a verdade de Deus não seja mentira, essa verdade, da qual fala Deus nas Escrituras, são os seus mandamentos, pois que foram feitos em verdade e justiça. Sl. 111:7.

Vamos ver o que concedeu o Espírito a Salomão, relativo a testemunhas:
O que diz a verdade manifesta a justiça, mas a falsa testemunha diz engano. Pv. 12:17.

Nesse versículo vemos quem é a testemunha verdadeira, a que diz (que fala, que anuncia) a verdade, contrapondo-se a falsa testemunha que diz engano. Vamos ver o que mais disse Salomão da parte do Senhor. Estas seis coisas o Senhor odeia, e a sétima a sua alma abomina: Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, o coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal, a testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos. Pv. 6:16-19. E para estas testemunhas diz o Espírito por Salomão:

A verdadeira testemunha não mentirá, mas a testemunha falsa se desboca em mentiras. Pv. 14:5.

A testemunha verdadeira livra as almas, mas o que se desboca em mentiras é enganador. Pv. 14:25.

A falsa testemunha não ficará impune e o que respira mentiras não escapará. Pv. 19:5.

A falsa testemunha não ficará impune; e o que profere mentiras perecerá. Pv. 19:9.

Essas testemunhas que se dizem de Deus (de Jeová) vivem se gabando de irem de casa em casa e de fazerem que muitos aceitem a sua doutrina estapafúrdia, mas isso resultará no que disse Jesus sobre alguns, veja:

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o fazeis filho do inferno duas vezes mais do que vós. Mt. 23:15. Ou seja, para fazê-lo morrer duas vezes, a primeira e a segunda morte.
oliprest
Enviado por oliprest em 30/08/2007
Código do texto: T630799
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oli de Siqueira Prestes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
oliprest
Manaus - Amazonas - Brasil, 67 anos
1918 textos (176413 leituras)
245 áudios (2461 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 14:09)
oliprest

Site do Escritor