Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Olha só que sacanagem

Olha só que sacanagem
Me peguei com preguiça de poetar
Desaforo! Fuleragem,
Começo e quero logo acabar!

Tem poeminha de dois versos
Tem poemão de trocentas estrofes
Já fiz muitos dos mais perversos
Filosofia de Poe, contos de Aristoteles!

Hoje em dia? Vê se pode, meu leitor
Quando paro pra escrever
Fico sem paciência, dá sede, dá calor
Fecho ali, e pego um vinho pra beber.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 30/08/2007
Código do texto: T631038

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 32 anos
958 textos (31204 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 14:29)
Júnior Leal