Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 
CONTROVERSOS
 
 
Os olhos da noite
derramam solidão...
Absorta em devaneios
observo a madrugada
que adentra
e aos poucos se ausenta,
tecendo os primeiros raios do dia.
 
Com receio, fito o espelho...
Na face, marcas que o tempo
aplicou em permeios.
Dos sonhos tantos que sonhei
o desencanto se apossou
e a indiferença de os desfolhar
se encarregou...
 
Deixo rolar imprecisa
a última lágrima de saudade,
sal na alma em andanças...
Dou adeus à sua imagem
e fecho o portal das lembranças.
 
Para que a espera,
se não me vem o regresso?
Agora me despeço
dessa minha fantasia...
Da letargia a esperança
que não me trouxe
nada de concreto.
Comigo ficam os controversos
dos meus próprios versos.

 
01/03/2006
 
 
Anna Peralva
Enviado por Anna Peralva em 01/09/2007
Reeditado em 24/06/2011
Código do texto: T633255
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Peralva
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil
1582 textos (61514 leituras)
3 e-livros (572 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 19:43)
Anna Peralva