Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AGORA...

Sem espanto,
sem espera,
sem desejo...
Não seria esta a paz sonhada?
Diluir-se no vazio,
  nada ser?
Mas como sentir o não-sentir?
Melhor seguir a estrada,
  sem demora,
que os olhos fundos do tempo
já devoram o tempo dos seus.
A vida é agora:
sem ensaios,
também é agora
o tempo da paz.
Ana Másala
Enviado por Ana Másala em 02/09/2007
Reeditado em 31/05/2009
Código do texto: T635809
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ana Másala
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
119 textos (10748 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 08:49)
Ana Másala