Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Paradoxo

Sou o doce das frutas, o sal do mar, sou a noite a dentro, o dia em claro.Sou a tempestade que dilacera os lugares,mas também a brisa que acalma; o sol que escalda, mas aquele que fornece alimento para a vida. Sou a transparência dos rios, a sinceridade das crianças, sou a picada de abelha, mas também o mel que elas produzem. Sou tudo e sou o nada, sou a transição da vida, sou a determinação da conquista, sou a insatisfação dos resultados. Sou um ser humano sempre em busca da felicidade.
Nana Cardoso
Enviado por Nana Cardoso em 03/09/2007
Código do texto: T636260
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nana Cardoso
Salvador - Bahia - Brasil, 47 anos
114 textos (3543 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 17:19)
Nana Cardoso