Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Madrugada

Daqui a pouco vem o sol, eu sinto,
Já de estrias rubras o oriente se ilumina.
E a noite em agonia chora lágrimas de orvalho

Foi longa a noite,
cansativa a caminhada.
Meu barco, arriadas as velas,
aguarda em calmaria a aurora procurada.

Não sei se valeu a pena. Acho que sim.
Ouvi o choro da mulher na busca do amor.
Vi o sorriso da criança em seu sonho multicor
Vi o raio da morte com violência destruir

Dormi nos braços da fortuna
e acordo carente de ilusões.
Só a esperança, hoje,
esta chama merencória
Permanecerá luzindo, eu sei,
até o fim da madrugada.



Vinícius Lena
Enviado por Vinícius Lena em 03/09/2007
Reeditado em 12/11/2007
Código do texto: T636963
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vinícius Lena
Barreiras - Bahia - Brasil, 86 anos
467 textos (28105 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 05:25)
Vinícius Lena