Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No papel eu deixo...

Um pouco do que se vai em mim,
Da dor que me consome;
Da aflição de viver assim...

Preciso resolver tantas coisas,
Todas elas dependem de mim,
Sentimentos se perdem assim...

Não encontro coragem enfim,
De dizer tudo que sinto.
Um grito morre dentro de mim...

Falar para quem, de quem;
Se não dei conta siquer,
De pensar, saber se gosto de mim...

Amo a vida, as pessoas;
Doo a elas  minha atenção;
Esqueço no entanto que tenho coração!

Vejo agora no entanto,
A gotejar devagarinho,
Magoado, ficando murchinho...

Os olhos de outrora ja não são os mesmos!
O sorriso aberto , as lágrimas vadias;
Roubaram seu brilho e a sua alegria!


Cilene de Castro Dano
Enviado por Cilene de Castro Dano em 03/09/2007
Código do texto: T637121
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cilene de Castro Dano
Presidente Prudente - São Paulo - Brasil, 74 anos
93 textos (5178 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 01:05)