Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Futuro

Suave como a brisa do anoitecer
Mas profundo que o mar
Meu vicio predileto
O perfume mais sutil que já senti

Vivendo a vida sem medo de perde
Se arriscado a cada anoitecer
A chama esta sempre dentro de mim
Não me deixa esquece

Um triste suspiro, o ultimo talvez
A minha alma chora sem cessar
Quero regressa, a historia não pode acaba assim
Enfrento digo que não e verdade
Parei de chora, parei de sentir pena de mim

O que não matar, fortalece
Quando se ganha força, se supera
Dia após dia
Meu pior inimigo
Se refleti no espelho quando me olho
E com ele que luto todos dias
Na esperança de um futuro melhor

jussara laura
Enviado por jussara laura em 04/09/2007
Código do texto: T638216
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
jussara laura
São Paulo - São Paulo - Brasil, 34 anos
14 textos (549 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 11:51)
jussara laura