Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Vírus do Amor

Eles tentam engolir
Mas acabam eclodindo
O enigma minucioso do grande empório dos deuses
A revolta do sentimental humano majestoso
Que em sua fase cristalizada
Como uma célula!
Tropeça! Mente! Arranha! e nem sente.
Chora! Fraqueja! Amaldiçoa! e depois beija.
Submete-se a tratamento neurológico
Encaminhado ao alojamento dos loucos amantes sem razão
No hospício do coração
Foi diagnosticado um vírus...
Uma doença...
Falência múltipla dos órgãos...
Foi-se cabeça! Nuca! Mão! Mente! e coração.
Ser sensível, Esse humano!
Ao nascer, invisível!
Ao crescer, cristalizado!
Ao envelhecer, tripudiado!
Geovanny Lino Coutinho
Enviado por Geovanny Lino Coutinho em 05/09/2007
Código do texto: T639002
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Geovanny Lino Coutinho
Olinda - Pernambuco - Brasil, 27 anos
32 textos (919 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 03:10)
Geovanny Lino Coutinho