Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Arraiar do Romeusão

Sebo incebado
Muleque disisperado.
Êta minino tentado!

Sobe que sobe
Cai que não cai
Pula daí muleque, sai!

Lá na barraquinha
Só tem alegria.
Muito cachorro quente
E bastante bebida fria.

Um casamento mais mio de bão
Onde o padre caso Isardina
Com um tremendo de um cornão.

Cornildo do Rego grande Pinto,
É um tremendo de um bocó.
Por conta da covardia,
Incheu duas vasilha
E bebeu quentão num gole só.

No palanquinho tinha dois palhaço
Falando sem pará!
Para com tanta falasaiada gente
Pra mode nóis dança!

No finarsinho da festa,
Na rua só tinha fulia!
Pois em cima do palanquinho,
Dois mane
Tava com aquela canturia!

Foi tudo um sucesso!
Tudo pra lá de bão!
Esperamo que no ano que vêm
Tenha ôtro Arraiár do Romeusão.
Anja do tempo
Enviado por Anja do tempo em 05/09/2007
Código do texto: T639018

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anja do tempo
Coronel Fabriciano - Minas Gerais - Brasil, 28 anos
250 textos (42629 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 08:21)