Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sensações

É verão
E o sol ilumina minha tarde.
Mas eu estou sem óculos
E muitos estão cegos.

Quando olho para cima,
A poeira do deserto
Tenta ofuscar minha visão do céu
Mas elas não conseguem: viram estrelas.

Entro em um ressinto.
É escuro e dou bom dia,
Mas não escuto resposta:
Decerto não é um bom dia para eles.

Vejo o sol por dentre as árvores,
Todas angeospermas.
Vejo a minha frente,
Um quadro negro e uma sala fria.

Se os muros delimitam,
Então entre no muro:
Desenho uma porta
E uma palavra de protesto.
Dona Morte
Enviado por Dona Morte em 05/09/2007
Código do texto: T639020

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dona Morte
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
14 textos (436 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 09:39)