Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Fingidor

O poeta é um fingidor!...
Finge que ama, que odeia
Finge um sorriso irônico,
Lágrimas que abundam,
Finge uma tristeza
Que enternece o cético

O poeta é um fingidor
Que se faz amar
E que finge o querer
E o não querer
Em um piscar de olhos
Que mal piscam

O poeta é um fingidor
Que finge a dor
E o prazer simultaneamente
Ri da própria desgraça
E justifica a farsa
Fingindo realidade

O poeta é um fingidor
Que falha consigo
Finge e acredita
Na própria farsa
E toda a sua mentira
Não é mentira de verdade


Furtei o tema do Fernando Pessoa, como se fruta madura e silvestre fosse.
Márcio Ribeiro
Enviado por Márcio Ribeiro em 05/09/2007
Reeditado em 05/09/2007
Código do texto: T639029
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Márcio Ribeiro
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
67 textos (3262 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 14:18)
Márcio Ribeiro