Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MARCHA FÚNEBRE
 
Às vezes meu desejo de acabar com tudo
Afronta o criador que chora e se entristece
Diante desse filho que sofre e padece,
Querendo exterminar seu próprio conteúdo...
 
Os mesmos companheiros que me avistam rindo
Nos bares, nos bordeis e em noites de inquietude,
Serão os mesmos que diante do ataúde
Dirão num coro só - Parece estar dormindo!
 
Não sei o que me prende ainda nesse mundo,
Se vivo num secreto gueto, tão imundo,
Clamando pra que eu ceife tão podre existência ...
 
Se ninguém pode ouvir meus gritos de socorro
E a cada novo dia um pouco mais eu morro
À mingua, nos porões da minha consciência...
 
Nizardo Wanderley
Enviado por Nizardo Wanderley em 05/09/2007
Reeditado em 22/07/2014
Código do texto: T639098
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nizardo Wanderley
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
679 textos (92844 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 20:07)
Nizardo Wanderley

Site do Escritor