Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Traição

Eu vi.
Teus lábios, tocando outros lábios.
Lábios, que não eram meus.
E beijava-os com tanta vontade
Que cheguei a sentir o frescor
Que exalava, beijo tão ardente
Seu sorriso era tão sincero
Que cheguei a duvidar de tua alegria
Mas, ironicamente, seus olhos
Brilharam, olhando pra ele
Da mesma forma que brilhavam pra mim
Fazendo com que me sentisse único
Chorei, então, não pela traição
Nem por orgulho, ou desilusão tampouco
Chorei apenas, por me odiar a tal ponto
Que cheguei a pensar que o culpado fui eu
Por saber, que mesmo tantas lagrimas
Não me ensinaram a não confiar
Em quem, meu coração, amava
Quem dera, esse meu pranto, pudesse ouvir
A minha razão, em vez do amor
Assim, continuaria chorando
Ainda que não, lagrimas de sangue e
Os amores não seriam tão passageiros
E as dores não seriam, tão lacerantes.
Rafael Estevan
Enviado por Rafael Estevan em 05/09/2007
Código do texto: T639225
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor, e e-mail. Raphael E.; restevan@caloi.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rafael Estevan
Atibaia - São Paulo - Brasil, 28 anos
625 textos (125816 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 18:57)
Rafael Estevan