Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TAÇA DE VENENO




Numa taça qualquer afoguei meus desejos,
sonhando com outros ensejos
que jamais se consumaram.

Os anos passaram,
a história foi desfeita.
As dúvidas travaram os gestos,
sem plenárias ou manifestos,
sorvi a safra perfeita.

O que me levou, não me trouxe,
o efeito inebriante passou com um café pequeno.
Alguns amores são equivocados,
fantasias, planos abortados,
nos restos da taça de veneno.


Sexta-feira, 02 de dezembro de 2016
03h34min.



ASA MORENA
Enviado por ASA MORENA em 06/09/2007
Reeditado em 02/12/2016
Código do texto: T641896
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ASA MORENA
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
830 textos (58600 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 16:20)
ASA MORENA