Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LAMBENDO O VENTO.

LAMBENDO O VENTO.

Que gosto tem, que sabor?
O vento que vai ao rosto.
Desse garoto incrível.
Que faz perguntas de moço.
Que diz que o vento tem gosto.
De chuva que molha o corpo.
Que gosta de chocolate.
Adora praia e a arte.

Adora o mar e a areia.
Que faz castelos na água.
Que sabe as capitais.
De seus países e demais.
Que voa pelo ocidente.
Olhando televisão.
E tem quem o oriente.
A sua vida e a mente.

A sua mãe sua avó.
E o seu pai seu avô.
A sua mãe e seu pai.
Dão-lhe às vezes amor.
O tempo urge domingo.
Nas tardes desse verão.
Mais de segunda a sábado.
È nosso seu coração.

É nosso ele e o irmão.
De dois aninho a mais.
Ele tem quatro e tanto.
Parecem gêmeos e não são.
São diferentes no signo.
Esses dois lindos meninos.
Que a minha filha mo deu.
Abençoado por Deus.

Que gosto tem essa chuva.
Que molha agora meu rosto.
Pra mim tem gosto de terra.
Dizia assim minha mãe.
Quem sente o gosto das coisas.
Lambendo até o abstrato.
Está conosco no álbum.
Faz parte desse retrato.

Ao Daniel e Gabriel. (Os budinhos)
Honorato Falcon
Enviado por Honorato Falcon em 07/09/2007
Reeditado em 02/10/2009
Código do texto: T642044
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Honorato Falcon
Santos - São Paulo - Brasil, 71 anos
140 textos (3081 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 00:21)
Honorato Falcon