Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EXISTIRÁ ALGO MAIS PRAZEROSO QUE UM LONGO E TRISTE TÍTULO PARA UM BELO POEMA.

           



                     ESCREVI VERSOS EM FOLHAS CECAS.
                                NA VILA DOS CÃES,
                     LAGRIMAS MOLHARAM ESTAS AREIAS.
                        POR ONDE ARRASTEI MEU MANTO,
               FIQUEI SEM AR OUVINDO ESTE VENTO FRIO
   LEVANDO MINHAS AZAS FRÁGEIS PARA ALÉM DOS CAMPOS.

                  OUVIRAM E FALTA SEMPRE QUE SUMO
                 TODAS PALAVRAS FÚTEIS E SEM RUMO
      SAINDO PARA COLHER A DOR DESTAS PRAGAS VORAZES
                 PASTOREANDO SOLDADOS SEM VOZES
   
    PESSO PERDÃO Ó VEZES SEM FIM QUE ANDEI EM CIRCULOS.
                    FUGINDO EM PLANTAS CARNIVORAS
                    DEVORANTES DE SUOR E MUSCULOS.

                     ''ALIMENTO DE SUAS MANDIBORAS''
 
      OS ESPELHOS ROBARAM SEU ROSTO LINDO E DELICADO
         FAQUEANDO TODOS OS ARGUMENTOS ACEITÁVEIS,
                 DEIXANDO SEMPRE OS COMPLICADOS
             REPRIMINDO CEGOS TROPEÇOS RECITADOS.

                    MULHER MALDITA, FILHA DA PUTA.
          DE SEIOS MASSACRADOS E MUTILADA VULVA
                MANCHANDO O ROMANCE DO POETA
         E O TITULO MAIS RIDÍCULO EM SUA VIDA DE MERDA.
DIEGO HUXLEY
Enviado por DIEGO HUXLEY em 07/09/2007
Reeditado em 09/09/2007
Código do texto: T642219

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DIEGO HUXLEY
Sobradinho - Distrito Federal - Brasil, 30 anos
221 textos (11169 leituras)
1 áudios (42 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 15:41)
DIEGO HUXLEY