Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Espada do tempo


Digo o que não pode ser novo, mas digo.
Afirmo com todas as letras minha
disposição para enfrentar o tirano, o algoz.
Afinal minha pena não estar à venda.
 
Apesar das ofertas aparecem a todo instante.
A espada que me acompanha
não tem cor, raça, ou qualquer coloração política.
Sou um ser apenas – engajado no seu tempo.

Quase sempre incompreendido.
O que não me traz desânimo
muito pelo contrário
reforça em mim à vontade de

continuar fazendo o que me traz alívio,
de uma dor latente – que insiste
paulatinamente lá no
fundo de meu inconsciente.

atanazio mario fernandes Lameira
Enviado por atanazio mario fernandes Lameira em 07/09/2007
Código do texto: T642886
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
atanazio mario fernandes Lameira
Laguna - Santa Catarina - Brasil
364 textos (12438 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 09:41)
atanazio mario fernandes Lameira