Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

independência ou morte

Independência ou morte!
As margens do ipiranga ouviu-se
um tão sonhado girto de liberdade surgiu-se
que logo ecou-se pelos quatro canto daquela terra
tão grandiosa e iponente, naqulele instante o céu se abriu
o sol brilhou intesamente e com um fulgor jamais visto
os passaros cantaram intesamente uma nova canção
aquele grande mar não acalmou-se nem por um segundo só
a natureza toda regozijou-se, então todo aquele povo
admirou-se e não se conteve em pular de alegria
e saltar de emoção mas de repente um silêncio toma conta
o mar se acalma os passaros param de cantar e nem um
rúido se ouvir, passa-se o tempo e aquele silêncio é quebrado
por um choro inocente de alegria e de repente todos prateam
e aconteçe um milagre aqele céu que estava limpo começa a
chorar começa a chover neste criou-se a frase "Deus é Brasiliero"
isto não posso afirmar mas tenho certeza que esta terra
é amada e abençoada por Ele.
MEU BRASIL EU TE AMO.
Basilio de Almeida
Enviado por Basilio de Almeida em 09/09/2007
Código do texto: T645006

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Basilio de Almeida
Morro do Chapéu - Bahia - Brasil, 30 anos
19 textos (2748 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 17:11)
Basilio de Almeida