Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Colhe-se o que planta

 

Uma criança tão indefesa
Tem na idade a sua inocência
Tendo o direito a viver
Com seus castelos de sonhos
Que a fase lhe permite.

 

Um jovem na flor da idade
Que tem a vida toda pela frente
Pode voar alto nos planos
Ser a diferença no amanhâ não distante

 

São sonhos e castelos caídos
Porque muitos tapam os ouvidos
Fecham os olhos para realidade
Preferem ignorar uma triste verdade.

 

Porém, quando a dor vem
Ao assistir tanta violência
Que é resultado como conseqüencia
Exige-se direitos a vida, clama por justiça
É a morte que a sociedade semeia pela omissão
A violência é a colheita desta plantação. 
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 10/09/2007
Reeditado em 10/09/2007
Código do texto: T646607
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 52 anos
5343 textos (1251059 leituras)
5 e-livros (11964 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 04:28)
Ataíde Lemos

Site do Escritor