Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pedra à pau

Queima em mim ...
os incendios das floretas.
É uma dor sem fim ...
Pai, por quê me restas ?

Me corta profundo
as navalhas da guerra.
Me rasgam no fundo
e meu sangue beija a terra.

Rompe minha cabeça
o som amargo dos gritos.
Que jamais se esqueça:
Sao coracoes aflitos!

Pois esse é o final
de todas as grandes festas:
Pedra à pedra, pau por pau...
Pai, por quê me restas ?

Luiz
luiz gomez
Enviado por luiz gomez em 11/09/2007
Código do texto: T647891

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
luiz gomez
Chile, 28 anos
46 textos (1165 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 04:12)