Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Faces do poder



O poder que conferem
Apenas conferem
Tão periódico como as fases o são
Tão fortuito quanto o acaso que lhe criou
Tão passageiro quanto os humores do destino
Tão relativo quanto os outros o são
Nas referências entre si
Tão vago quanto o conceito mais abstrato
Tão útil quanto puder ser nobre
Tão pernicioso quanto sua pequenez
Se fizer presente

O poder que ora se é tomado
Baliza os sentidos
Matiza as cores das decisões
Desconsidera os protestos da inveja
Para permanecer vivo
Desconhece a razão dos outros...
Os da consciência, por mera prepotência
O poder é cego
Sua salvação como valor humano
Está no caráter de quem o tem
Edbar
Enviado por Edbar em 12/09/2007
Código do texto: T648747
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edbar www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edbar
Recife - Pernambuco - Brasil, 66 anos
2960 textos (85647 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 04:12)
Edbar