Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

coração abandonado

 A solidão consome meus pedaços que o amor deixou;
Meu espelho se tornou inerte...
A vida se tornou como um papel esbranquiçado pelo tempo;
As cores e os detalhes da felicidade sumiram no tempo que vagueia infinitamente, Como um objeto perdido em algum lugar do espaço sideral, Ou qual fragmento de estrela, que chegou à brilhar um dia, Mas ao acaso se desprendeu, e encontrou uma Imensa escuridão do cosmo, Num caminho obsoleto que cai atroz qual dúvida que vaguei um pensamento;
Como uma bússola quebrada que norteia em vão o viajante, que mostra um destino incerto...
Assim me leva a vida numa nostalgia e resquícios do passado, como um arquivo indeletável numa gaveta do coração.
Reinaldo Silveira
Enviado por Reinaldo Silveira em 12/09/2007
Código do texto: T649192

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Reinaldo Silveira
Governador Jorge Teixeira - Rondônia - Brasil, 37 anos
272 textos (31552 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 18:35)
Reinaldo Silveira