Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A SOLIDÃO DE UM LOBISOMEM

Eu sou  um lobisomem solitário,
Que uiva para a lua-cheia,
Declarando o  meu  amor,
Mas vago pelos campos,
Dilacerando homens e animais,
Criando fama para ser  reconhecido.

A lua-cheia clareia,
O  meu caminho escuro,
Para que  o meu  destino cruel,
Não caia em nenhuma,
Armadilha de caçador.

Uma fuga rápida e  desesperada,
Entre  colinas e sombras da noite,
Com  medo que alguém me  açoite,
Ou me matem com uma bala de prata.

KUEY - 12/09/07
kuey
Enviado por kuey em 12/09/2007
Código do texto: T649578

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (roberto kuey). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
kuey
Porciúncula - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
63 textos (3220 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 04:49)
kuey