Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aos olhos da noite

As noites e calçadas
que amam os vagabundos
e são o terror dos mocinhos,
estão tão vivas
nesta transição.
Todo o pecado
e santidade
germinam cruéis
nas mãos e corações.
E os amantes proibidos,
num fingimento mal ensaiado,
por serem outros,
por serem os mesmos,
fazem da loucura
o seu maior pretexto.
-Há um espelho aqui
onde a alma flameja!

Dança obscura
em terras impossíveis,
com seivas e malícias...
Um mal silencioso.
Dil Erick
Enviado por Dil Erick em 12/09/2007
Código do texto: T649705
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dil Erick
Macapá - Amapá - Brasil, 30 anos
326 textos (14240 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 04:16)
Dil Erick