Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


CANTEIRO DE MIM *
Guida Linhares

Plantei uma semente
e ela custou a germinar.
O que terá faltado?
Água, adubo, ou calor do sol...
Vigiei por dias e noites,
aquele pedaçinho de chão.
E nada...nem uma folhinha.
Onde foi que errei?
Abri o buraco de novo
e lá estava ela, perdida no fundo.
Retirei-a com carinho,
coloquei de lado e a deixei ao sol,
por alguns dias.
Quando voltei,
percebi que havia mudado de cor
e senti que era a hora certa
de colocá-la no ventre da terra.
E assim fiz!
Todos os dias eu a acalentava,
fazia as regas, não muitas
para não sufocá-la.
Até que o broto surgiu,
rasgando vigoroso o chão.
E isso me fez sorrir de alegria!
E continuei por dias e noites,
cuidando e aconchegando,
com sentimentos de amor.
E ela cresceu viçosa,
deitou folhas e ramos,
florescendo ao chegar da primavera.
Senti que todo o amor que devotei a ela,
veio forte em explosão de cores e beleza.
Contemplei-a com carinho,
pois desvelou-se ao meu coração,
antes tão triste,
que havia plantado flores
no canteiro de mim.

* Inspirado na música tema "Canteiro de Mim".

Santos/SP/Brasil
13/09/07

Guida Linhares
Enviado por Guida Linhares em 14/09/2007
Reeditado em 15/07/2010
Código do texto: T652142
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Guida Linhares
Santos - São Paulo - Brasil, 70 anos
1957 textos (162508 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 01:19)
Guida Linhares

Site do Escritor