Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não quis nem por um triz

Sei que refinei e apurei algo em mim
Há um amor pleno e pronto
Não por um ser,
mas pelo universo de uns certos olhos
Sou mais em minhas escolhas
não fujo,
nem tenho sonhos encantados,
mas verdades brutais que lapidarei
Sou mais fêmea que em qualquer outra ocasião
Pronta para realmente quem de fato quero
Por um triz quase joguei tudo fora
Minha paz não escoou por nenhuma fresta
Naquela louca festa,
fiquei apenas observando
Não é acaso que falo tanto de tantas flores
Foi a tentativa de assassinato do meu jardim,
despertou-me
Foi querendo-me de forma tão cruel,
que me salvaram de mim
A menininha linda que se pensou sábia,
deu o mandado retoque
Mesmo que o toque,
também tenha sido amargamente calculado
Tudo sempre é precioso,
basta apenas saber e querer entender
Eu quis,
nem por um triz,
joguei fora tanto o tal saber

Rose Stteffen
Enviado por Rose Stteffen em 15/09/2007
Reeditado em 23/04/2011
Código do texto: T653990
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Rose Stteffen). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rose Stteffen
São Paulo - São Paulo - Brasil
1305 textos (175683 leituras)
10 áudios (1601 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 18:05)
Rose Stteffen