Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Réquiem a elegia


Grito, em vão, por teu nome,
No fugaz te encontro
E eu desencontro.
Ofereço a vida - tome.

E nesse canto
Hei de espalhar desencanto,
Sem saber que decanto.
A qualquer pranto.

Talvez sussurre, queime.
Efêmeros astros,
Mas, pouco mais, ame.

Ah, há um antro.
Em cada sonho flame.
Chamas por meu estro?
Marcelo Luna
Enviado por Marcelo Luna em 16/09/2007
Código do texto: T654542
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Luna
Juazeiro do Norte - Ceará - Brasil, 29 anos
23 textos (941 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 20:26)
Marcelo Luna