Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não me quer

Não me quer

Cheguei!
Entrei gritando pela porta,
Que sem se importar fechou-se.
Era a infame felicidade que me recebera,
Com forte abraço de tristeza.

Será possível o feliz tornar-se triste?

Abraço aquele onde incessantemente eu procurava
Abrigo e aconchego para a saudade,
Que atormenta e arrasa meu coração.
Tempo, velho amigo que corre macio!
Será que não percebe meu sofrimento,
Nas madrugadas conto contigo
Que me acolhe no final.

Em meio à solidão
O vento que sopra traz com ele,
Um breve sorriso que invade meus lábios.
Mas ao olhar para o lado
Para onde ir?
Para quem sorrir?
Posso morrer de amor.
Essa distância que me separa da lua crescente
Me faz lembrar da ausência da alegria em meus dias.

Cheguei!
Gritei novamente na casa da ilusão,
Que neste momento me acolhe.
E percebi que a felicidade não me quer abraçar
Continua a olhar-me com indiferença.

Ainda hoje eu tento achar a janela
Da casa que me acolheu,
Para assim tentar surpreender
E ao gritar: _Cheguei!
Eu possa ser recebida
Com abraços de saudade.



Roberta Krev
Enviado por Roberta Krev em 17/09/2007
Código do texto: T655606
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Roberta Krev
Tabatinga - São Paulo - Brasil, 33 anos
308 textos (7735 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 13:50)
Roberta Krev