Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO O AMOR DESISTE...

Em Homenagem a muitas das nossas crianças...

 I
Seu sorriso esboçado,hoje já se perdeu...
E empedernida, dele já se esqueceu!
O rosto  cansado... e entristecido
Reflete a desgraça do violento destino!

II
Quando menina, sempre assustada...
Acostumou-se a ser mal tratada.
Não lhe contaram os contos de fadas,
E nem sua "rua", sequer "foi ladrilhada"!
 
III
Gritos ecoam no barraco de tábuas...
E sons violentos, ressoam seus sentimentos.
Seus olhos carentes já são adolescentes
Carecem de amor, nunca foram contentes!

IV
Tão cedo seu ventre germina sementes:
A maternidade lhe seria um presente?
Mas logo percebe a menina assustada
Que a sua sorte já foi propagada!

V
E feita mulher, nada mais lhe pertence...
Nem o corpo explorado,nem a alma gemente!
Hoje a mesma criança continua aviltada
Pelos becos da vida, na violência plantada!

**
"Se essa rua, se essa rua fosse minha..."

     **Ciranda infantil do acervo popular

São PAulo,08-11-2002


MAVI
Enviado por MAVI em 18/09/2007
Reeditado em 18/09/2007
Código do texto: T657205

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Áudio
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MAVI
São Paulo - São Paulo - Brasil, 57 anos
5422 textos (339083 leituras)
991 áudios (86925 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 21:55)
MAVI