Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

JATAÍ



Jataí


Jataí , mel fino , raro ,
deixaste um gosto amaro
quando apartaste de mim .
Inda te vejo entre as flores
pequeninas , multicores ,
que crescem no meu jardim.

Deixaste vazia a casa ,
ao bateres tuas asas ,
meu inseto alfenim .
Até o doce do teu mel ,
ficou amargo como o fel ,
naquele favo , capim .

Meu amor também partiu ,
à outra flor , não resistiu ,
sua beleza , seu olor .
Como tu , minha abelhinha,
foi embora a Prenda minha ,
e eu nunca mais tive um amor !


SBC-SP. 25/08/2005
                                                                                    (por J.A.Lopes.)
José Alberto Lopes
Enviado por José Alberto Lopes em 01/11/2005
Código do texto: T65994
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Alberto Lopes
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil
594 textos (36550 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:20)
José Alberto Lopes