Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Disfarce

Sorriso que chora , que exala  pudor,

que manifesta num singelo  olhar,

uma certa dor.

Lágrimas que sorri,
quando se deseja realmente chorar,
disfarçando ressentimentos, buscando lá dentro,
uma maneira de expressar.

Um mundo onde disfarçamos os sofrimentos

escondendo-se dos medos e deslizes,

fazendo de conta que somos felizes.

 

Beijos repletos de fingimentos

beijando-me está o vento...

 carregado de tormentos ,

 seus beijos vêm me enganar.

 

Disfarça de branco o que é negro

o que é triste em alegre, pois tão breve

é seu jeito de amar.

 

Veste-me de plebéia , quando sou rainha

Despe-me de rainha quando plebéia sou

mascara seu desejo que a muito se acabou.

 

Não finjas ter amor por esta que aqui está,

até as flores que me deste tem espinhos a espetar.

 

Foram rosas negras disfarçadas de rosa, de amor

que a muito não tem para  me dar.

 Autoria de :Leni martins(todos os direitos reservados)

Este poema foi plágiado aqui no recanto pelo  sujeito
com nome fictício de Lacam Castro Mendes(por favor se alguém
ler este poema que não seja de minha autoria por favor me avise)




 

 

 

poetasdacomunidade
Enviado por poetasdacomunidade em 19/09/2007
Código do texto: T660005

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (DIREITOS AUTORAIS LEI 9610/98 - ARTIGO 184 CPB). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
poetasdacomunidade
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 65 anos
41 textos (2681 leituras)
10 e-livros (2074 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 19:20)
poetasdacomunidade