Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DIAS NUBLADOS

Da janela eu vejo
um sol lá fora,
ardo aqui dentro.
Remexo os meus sóis
de renúncias,revejo
os anúncios dos jornais.
Recortes,bobagens...
Fotos em preto e branco,
fatos e morte, sem sóis.
Madrugadas sem fim,sem
moradas.Lápides de amores.
Flores de plástico sem perfume,
lapidadas por máquinas.
Quero o aroma das manhãs,
das borboletas bailando
um céu sem memórias,
sem saber que me encantam.
Quero molhar os meus pés
nas noites de estrelas reticentes,
sem pontuações anunciadas,
sem interrogações penduradas.
"Ser",sem respostas,sem dúvida
um ser pensante,que sente...
E sentindo, esbarra na canção
do vento sibilante,quase inconsequente.
Quase sinfonia perfeita dos pares,que
se fizeram...ímpares.
Sou um "par" sozinho.
Sem asa e sem ninho.
Sou apenas um sol,
que não aprendeu ainda,
A arder sem dor.

Luciane Lopes
Enviado por Luciane Lopes em 21/09/2007
Código do texto: T661661

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luciane Lopes
Mirassol - São Paulo - Brasil, 46 anos
1215 textos (60430 leituras)
47 áudios (3088 audições)
1 e-livros (120 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 04:12)
Luciane Lopes