Capa
Cadastro
Textos
┴udios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Ga˙cho e seu cusco

O GAÚCHO E SEU CUSCO

Nem bem o dia clareava
lá estava ele embaixo da figueira.
Suas companhias: o amargo
chimarrão e seu cusco
que faceiro lhe fazia festa.
O danado só faltava falar.
A figueira era um convite.
Ficava próxima da estrada.
Dali via o movimento dos carros.
Pensava então: Nesta tal tecnologia.
Dizem que existe Internet.
Ele não sabe o que é
nem para que serve.
Ao longo dos seus oitenta anos
muita coisa já viu.
Por isto nada mais lhe admira.
Sabe apenas que sua fé
em Deus é muito grande.
Coisas boas o homem sabe fazer.
As ruins também. Isto não o deixa ser feliz.
Então quando olha a sua volta percebe
que tem um único amigo,
seu cusco que nem raça tem
de tão a toa e fiel que é.
                          21/abril/04


inalda
Enviado por inalda em 21/09/2007
Cˇdigo do texto: T661784
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
inalda
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil
16 textos (1588 leituras)
(estatÝsticas atualizadas diariamente - ˙ltima atualizašŃo em 23/08/17 09:09)
inalda