Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Enquanto passa o desfile

È amigo;
Sei que tudo pode estar perdido;
Nada talvez seja resolvido;
Tantas pessoas a falar;
Muita gente a roubar;

É colega;
Parece uma refrega;
Em todos respinga;
Mas muitos vivem a míngua;
Enquanto outros enchem a barriga;

É amigo;
Sei que parece ironia;
Mas isso tudo não começou neste dia;
Começou lá trás;
Em época esquecida;

É colega;
Parece triste;
Mas essa realidade;
Se tornou uma verdade;
Que guia nossa realidade;

É amigo;
Mas eu te digo;
Se não levantarmos a voz;
Esses abutres avançarão sobre nós;
Lembremos que não estamos sós;

É colega;
Se abrirmos os olhos;
E juntarmos o povo;
Essa soberba desenfreada;
Pode ser parada;

É amigo;
Mas como explicar;
Á pessoas humildes;
Que podem ter mais;
É levantar e correr atrás;

É colega;
Mostrar-lhes que essa estrutura;
As deixam burras;
E que receber esmolas;
Não é auxílio, é coleira e vício;

É amigo;
Mas isso faz com que pareça;
Que são lembrados e importantes;
È pão e circo;
São tratados como mico;

É colega;
Tomara que alguém ouça nossa conversa;
Não somos dono da verdade;
Mas estamos apenas relatando;
O que é nossa realidade;

É amigo;
Uma independência comprada;
Uma terra roubada;
O povo saqueado;
E o circo segue armado.
Marco A Gaspar
Enviado por Marco A Gaspar em 22/09/2007
Código do texto: T663468

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco A Gaspar
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 44 anos
25 textos (686 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 08:33)
Marco A Gaspar