Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A solidão da lua


Estou na solidão
Na solidão da lua
Estou com saudades
Da vida minha e sua

A lua é a mais bela
Fonte de minha poesia
Como seria sem ela?
Noite sem alegria

Se sou apenas solidão
Graças ao seu abandono
Queria apenas seu amor
Não queria ser seu dono

Sem você linda eu sou
Palhaço sem alegria
Sou o céu sem pássaros
Sou amor sem fantasia

Sou o dia sem Sol
Tarde na escuridão
O que sinto sei
Não é ilusão

A solidão muitos dizem
Ser do poeta a companhia
Em alguns desses momentos
Eu me desmancho em poesia

É companhia, mas dói
Quando se grava no peito
A bala da rejeição
Sem ter pena sem ter jeito

A vida se desmancha
Se transforma num vazio
Ate nas noites de calosr
Você sente aquele frio

Sem você nada é igual
Nem o sabor da comida
Sem você no meu peito
Se abre uma ferida

Mas vou caminhando
Mesmo sem ter você
É que eu aprendi
Que temos que viver
Mesmo quando não temos
O que mais queremos ter
Pablo Vinícius de Oliveira Albuquerque
Enviado por Pablo Vinícius de Oliveira Albuquerque em 22/09/2007
Código do texto: T664063

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pablo Vinícius de Oliveira Albuquerque
Janduís - Rio Grande do Norte - Brasil, 25 anos
49 textos (3134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 04:22)
Pablo Vinícius de Oliveira Albuquerque