Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CATARSE

Hoje sou pedra
amanhã serei ponto.
Sou linha,remendo,
retalho,dedal.
Hoje sou papel,
amanhã serei jornal.
Velho,sujo,rasgado.
Ontem,cobri o frio do
desconhecido,do anormal.
Hoje o amanhecido,
já pariu o momento,
o exato,o frio,o rebento.
Amanhã serei sombra,
Hoje sou vendaval.
Anulo,arrisco,rabisco
o sonho do natural.
Ontem fui tão banal,
insolente,confusa,visceral.
Hoje sou teatral,
máscaras,fadas,delírios
Amanhã serei imortal,
Só hoje.
Luciane Lopes
Enviado por Luciane Lopes em 23/09/2007
Código do texto: T664690

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luciane Lopes
Mirassol - São Paulo - Brasil, 46 anos
1215 textos (60416 leituras)
47 áudios (3088 audições)
1 e-livros (120 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 20:31)
Luciane Lopes