Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rosas e Erosões

Bobo coração,
Por que essa velha solidão te faz tão bem?
Por que você espera pelo novo cheiro?
Por que parto quando devo ficar?

Quando torno-me a me achar é quando você busca o novo caminho
A nova trilha...

Na Via Crucis que sigo
É tu o responsável pela dor
É tu o responsável pelo que me há de bom.

E brigo com teu riso acalantando-te em meus braços,
Todavia o que era afeto
Torna-se o veneno que sufoca e tortura-me as entranhas.

É pela amação exagerada
Que me perco nos traços de teus vastos campos,
Repletos de cores e labirintos mil.
O que é bom, então? Não sei mais...

E a fúria dessa imensidão complexa de tudo que sinto,
Arrebata-me os olhos
Num qualquer atlântico de águas salinas que percorrem-me o rosto...

E teimo em buscar a beleza na rosa que murcha,
No sol que se põe hoje.
Dio Lenno
Enviado por Dio Lenno em 25/09/2007
Reeditado em 03/10/2007
Código do texto: T667354

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dio Lenno
Macapá - Amapá - Brasil, 32 anos
211 textos (13009 leituras)
3 áudios (319 audições)
1 e-livros (5 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 14:07)
Dio Lenno