Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEMPOS DE CÓLERA

Quando há subversão
de valores morais e políticos
a ética e a estética
ficam tontas
qual uma bússola ensandecida.

O poema bota a boca no mundo
e se faz denúncia.

E a voz em poesia,
carregada de asco e proscrição
se animaliza em visceral indigestão.

Afinal, o que é o poema
senão o relato triste de quem ama
e se transfigura na matéria prima
da realidade?

O poema, operário da luta,
é um martelo
batendo sobre a bigorna.

– Do livro BULA DE REMÉDIO, 2007/2009.
http://www.recantodasletras.com.br/poesias/667499
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 25/09/2007
Reeditado em 01/06/2009
Código do texto: T667499
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Joaquim Moncks). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
2778 textos (755453 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 17:09)
Joaquim Moncks