Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nuvens que passam...

Como caindo numa falésia
Me sinto agora tonto e com amnésia
Não lembro como começou
Não lembro como terminou

No final do dia envolvo-me na sombra
Daquele luar que me projecta e assombra
Um eu que desconheço e renego
A minha alma a ti entrego

Esta paixão de história de cinema
Faz-me divagar e escrever um poema
Que reles poema este de uma triste alma
É a amarga doçura da tempestade calma

Sensação de perda, fracasso e derrota
Sem saber pra onde ir nessa trilha remota
Fecho os olhos quentes e adormeço
E sonho por quem eu mereço
José Rios
Enviado por José Rios em 25/09/2007
Código do texto: T667511

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (José Rios - http://terradonabo.blogs.sapo.pt). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Rios
Portugal, 34 anos
17 textos (676 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 04:14)
José Rios